DESEMBARAÇANDO VISÕES

Posted by in Artigos

Como servo e instrumento sob a autoridade de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e em comunhão com o Espírito Santo de Deus, saúdo a todos, ensejando que a Graça e a PAZ do Altíssimo estejam derramadas sobre todos.

Temos consciência dos tempos difíceis e trabalhosos que vivemos, tempos esses já anunciados nas Escrituras Sagradas que nos alerta sobre o esfriamento do amor e a apostasia da fé  por conta das infiltrações do inimigo no seio do povo.

Em contrapartida, também observamos uma parcela desse mesmo povo que busca com fome e sede espirituais o caminho diligente, povo esse que está sendo erguido para esse tempo de resgate da verdadeira verdade através do avivamento espiritual, avivamento advindo do mover do Espírito Santo de Deus que traz a baila o conceito doutrinário do apostolado comissionado por nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, e habilmente cedido ao apostolado comissionado pelo Espírito Santo que distribui Seus dons como presente às igrejas do nosso tempo, visando  atender à vontade Soberana do Deus vivo quanto à unidade da igreja como modelo a ser seguido.

Encontramos a partir de um olhar no prisma, várias visões e entendimentos à cerca do que a Palavra Sagrada instrui de forma clara, e que o olhar humano deturpa e entende sem que haja a visão espiritual adequada para entronizar e de forma obediente fazer prevalecer o que foi fundamentado. Diferenças que infelizmente são impostas por conta dos interesses que cerceiam e contaminam as mentes disseminando o entendimento na contramão da verdadeira vontade e necessidade de nos dias de hoje vivenciarmos a experiência que nos fará unidos ante a unção apostólica do Novo Testamento, habilmente orquestrada pelo Espírito Santo de Deus.

Pelo fato das igrejas estarem perdendo o rumo, há a necessidade de abraçar a responsabilidade de mudar o paradigma pastoral contemporâneo para andar na unção apostólica neotestamentária entendendo que na atual conjuntura a diferença que existe entre os conceitos teológicos, muitas das vezes, de visão humana e não espiritual, devem ser pacificados sob a luz clara do verdadeiro conceito que é derramado pelo Espírito Santo que visa a unidade da igreja em Cristo Jesus até a Sua volta.

Infelizmente muitos dos conceitos pastorais  estão longe de serem do Novo Testamento, e muitas das funções pastorais de hoje tem raízes em conceitos próprios que  acabam por intervir no cerne do que deveria ser a verdadeira verdade e sã doutrina.

Há a necessidade de upgrade no conceito pastoral de hoje que se centra em torno das pessoas e suas necessidades, baseada no apascentar e no levar o fardo das pessoas,  carregando sobre si a responsabilidade de apresentar soluções como um líder que interage  como um agente da graça de Deus diante dos homens que se postam totalmente dependentes e “alienados” quanto ao agir próprio diante de certas situações,  atuando como mantenedor espiritual, e liberador de conforto e alívio para os cristãos.

De forma objetiva e contundente, a visão apostólica leva as pessoas a atentarem no chamado feito a partir do propósito de Deus para suas vidas, indo ao encontro das carências das pessoas de forma indireta, levando-as ao entendimento e a posse desse chamado e propósito de Deus, fazendo surgir dentro de cada um, a energia que as capacite vencer suas próprias carências através de sua fé num firmar-se sobre seus próprios pés, impondo desafios as pessoas a buscarem e viverem a força advinda do seu eu, liberando em si a vontade de Deus sobre suas vidas fazendo-as verdadeiros vasos de honra para transbordar e não vazar a essência de Deus, demandando a manifestação do Espírito Santo, aprendendo a se erguer para trabalharem em prol  do Santo Reino  de forma pró-ativa.

A visão apostólica provê pela graça obtida a transferência de unção, os dons e a fé para o completo desempenho do chamado espiritual, focando a maturidade num vislumbrar do  estabelecimento da realidade experiencial em Cristo sendo realmente parte do corpo dEle, a partir da ênfase de que Deus quer nos mover, proporcionando senso de identidade espiritual concernente, indo além das necessidades e carências externas do homem.

O ministério pastoral de hoje busca ensinar princípios para aplicação da Palavra fundamentada para que o comportamento se assemelhe aos exemplos de Jesus Cristo, enquanto que a visão apostólica visa aprimorar as crenças dos discípulos objetivando renovar suas vidas transformando-as a fim de experimentarem as maravilhas de Deus, uma vez que a vida do homem só é transformada quando os conceitos mentais são renovados pelo fluir do conhecimento revelado, traduzido em princípios agregadores de valores para aplicação e prática diárias.

Vale observar que este entendimento apostólico fundamenta-se no entendimento que Deus PAI, a partir do sacrifício de Seu filho e nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, nos comprou, resgatando, lavando e remindo a cada um de nós, nos salvando com o preço de Seu precioso sangue por morte de cruz, para que sejamos úteis a Ele, assumindo a responsabilidade que nos foi confiada  para que venhamos a constituir Sua Soberana vontade em nossas vidas,   visão esta que nos leva para longe de nós mesmos e nos apruma para o estilo de vida do Reino dos Céus.

Que as bênçãos celestiais estejam derramadas por sobre todo o corpo de Jesus Cristo, e que a Sabedoria e visão espirituais estejam sobremaneira nas vidas cotidias até o dia do chamado de nosso Senhor Deus PAI.

(Por BP Jurandir Argolo)

“O Senhor te abençoe e te guarde; 
O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;
O Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.”  ( Nm 6:24-26 )