Os Interesses na Deformação do Casamento

Posted by in Notícias

Ideologia de Gênero não deve nem mesmo entrar em discussão, uma vez que se nasce macho ou fêmea, e quando o objetivo maior desse debate é justamente o da desconstrução do casamento enquanto instituição.
Note-se que a maioria das pessoas que trata desta questão, encara a religiosidade como um desvio de pessoas fracas ou fragilizadas.
Por essa ótica, percebe-se o desprezo pelas coisas inerentes à religiosidade como um todo.
Pois muito bem, se o casamento é uma instituição criada por sistemas religiosos de forma geral, não vejo então o porque de pessoas, que não consideram a religiosidade importante, quererem o casamento.
Bem, se o casamento tem apenas a finalidade de garantir estabilidade e sucessão de bens móveis e imóveis, pode-se desprezar esse quesito, uma vez que existem outros mecanismos legais que podem garantir essas questões.
Afora isso, nota-se que o clamor pela igualdade em casamentos somente se fará necessário quando o fim a que se destina for o de minar a instituição, no caso o casamento, abrindo assim as portas às modalidades que já se antevê em horizontes muito próximos: bestialidade (sexo com animais); pedofilia (sexo com crianças); etc…
Existem “boatos” acerca de interesses de Maria do Rosário e de Jean Wyllys em regulamentar até mesmo casamento “interespécie”. Está claro que, por enquanto, isso não passa de elucubrações de muitos, adeptos da modalidade, e mesmo de pessoas contrárias. Entretanto, não descarta a hipótese, uma vez que existem fatos correlacionados ao redor do mundo. – (ely silmar vidal – teólogo, jornalista e psicanalista – (apóstolo ely silmar vidal – skype: siscompar – fones: DDD (041) 9820-9599 (tim) – 9821-2381 (claro) – 9109-8374 (vivo) – 8514-8333 (OI) – mensagem 221115 – Os Interesses na Deformação do Casamento – imagens da internet)

1 – Necrofilia – Carl Van Cosel, técnico de radiologia obcecado por Elena Hoyos, uma paciente no hospital onde ele trabalhava. Ele levou o corpo para sua casa, onde a vestia com roupas de noiva e às vezes dançava (e, provavelmente, fazia outras coisas) com ela. Ele cobriu a carne em decomposição com cera e gesso e encharcou-a com perfume.
2 – Amante de carros – Edward Smith, 57 anos, não ama carro como as pessoas comuns, que não nutrem sensações como excitação sexual pelos veículos. Ao contrário, Smith não só tem uma ligação afetiva forte com seus carros como também tem prazer sexual com eles. Ele acaricia a lataria e os faróis, beija com sentimento e até conversa com os veículos. Em toda a sua vida ele só teve um relacionamento com uma mulher, que não durou por motivos óbvios. Já quando o assunto são os automóveis, Smith afirma que já fez sexo com mais de mil, mas “sossegou o facho” em uma relação monogâmica com um fusca branco chamado Vanilla. Smith pode sofrer de uma condição chamada Objectum sexualis, em que a pessoa se apaixona por um objeto inanimado.
3 – Gamer apaixonado – Atenção, gamers: cuidado para não se envolverem tanto com personagens de jogos a ponto de querer se casar com algum deles. Você acha impossível isso acontecer? Pois essa é a história da vida de um homem de 27 anos de idade que atende pelo apelido de “Sal 9000”. Ele transmitiu ao vivo por um site o que ele considerou um casamento “semissério” com Nene Anegasaki, uma personagem bidimensional de desenho animado que existe no jogo Nintendo DS Love Plus. Os votos foram trocados, houve até um DJ e a cerimônia terminou com um beijo. A condição de Sal pode ser a Schediaphilia, quando há excitação sexual a partir de um personagem de desenho ou jogo.
4 – Ela e o golfinho – Sharon Tendler, que se casa com um inocente golfinho chamado Cindy! Esse foi o primeiro casamento “interespécies” já registrado, mostrando apenas um pouco de absurdo a que um humano pode chegar. Tendler, milionária excêntrica se uniu a Cindy em um resort israelense em 2005, depois de ter cortejado o mamífero aquático por alguns anos. Porém, Cindy morreu em junho do ano seguinte — e felizmente não há registro nenhum de que a mulher tenha tentado fazer algo de cunho sexual com o bichinho.
www.megacurioso.com.br/bizarro/41792-6-casos-de-amor-para-la-de-bizarros.htm