Discurso de Donald Trump

By Portal da Radio

j

December 4, 2020

“Foi tudo muito estranho. Poucos dias após a eleição, testemunhamos um esforço orquestrado para ungir um vencedor, enquanto muitos estados-chave ainda estavam em contagem.
Deve-se permitir que o processo constitucional prossiga.
Vamos defender a honestidade do voto, garantindo que todas as cédulas legais sejam contadas e que nenhuma cédula ilegal seja contada.
Não se trata apenas de honrar os votos de 74 milhões de americanos que votaram em mim, mas de garantir que os americanos possam ter fé nesta eleição e em todas as eleições futuras.

Obrigado. Este pode ser o discurso mais importante que já fiz, e quero fornecer uma atualização sobre nossos esforços contínuos para expor as enormes fraudes e irregularidades eleitorais, que ocorreram durante as ridiculamente longas eleições no dia 3 de novembro.
Costumávamos ter o que era chamado de dia de eleição, agora temos dias de eleição, semanas e meses e muitas coisas ruins aconteceram durante esse período ridículo de tempo, especialmente quando você não tem que provar quase nada para exercer nosso maior privilégio; o direito de votar.
Como presidente, não tenho nenhum dever maior do que defender as leis e a Constituição dos Estados Unidos, por isso estou determinado a proteger nosso sistema eleitoral, que agora está sob ataque e assédio coordenados.
Durante os meses que antecederam a eleição presidencial, fomos avisados de que não deveríamos declarar uma vitória prematura.
Disseram-nos repetidamente que levaria semanas, senão meses, para determinar o vencedor, para contar os votos de ausentes e para verificar os resultados.
Disseram ao meu oponente para ficar longe da eleição: “Não faça campanha, não precisamos de você, pois esta eleição está ganha.”

Na verdade, eles estavam agindo como se já soubessem qual seria o resultado, eles tinham tudo sob controle, e infelizmente para o nosso país, talvez tivessem.
Hoje vou detalhar algumas das irregularidades, abusos e fraudes chocantes, que foram revelados nas últimas semanas, mas antes de apresentar apenas uma pequena parte das evidências que descobrimos, e temos tantas evidências, quero explicar o esquema corrupto de votação por correspondência que os democratas sistematicamente implementaram que permitia que a votação fosse alterada especialmente em estados pêndulos, que eles tinham que vencer.
Eles simplesmente não sabiam que seria tão difícil, porque estávamos liderando em todos os estados-pêndulos por muito, muito mais do que eles jamais pensaram ser possível.
Embora tenha sido entendido há muito tempo que a máquina política democrata se envolve em fraudes eleitorais de Detroit à Filadélfia, a Milwaukee, Atlanta, tantos outros lugares.
O que mudou este ano foi a pressão implacável do partido democrata para imprimir e enviar pelo correio dezenas de milhões de cédulas enviadas a destinatários desconhecidos, praticamente sem salvaguardas de qualquer tipo.
Isso permitiu que fraudes e abusos ocorressem em uma escala nunca vista antes.
Usando a pandemia como pretexto, os políticos e juízes democratas mudaram drasticamente os procedimentos eleitorais apenas alguns meses e, em alguns casos, semanas antes da eleição de 3 de novembro.
Muito raramente os legislativos estavam envolvidos e, constitucionalmente, eles tinham que estar envolvidos, mas muito raramente estavam, e você verá que à medida que continuamos a entrar com nossos processos, o que aconteceu, é constitucionalmente, absolutamente incorreto, mesmo do ponto de vista jurídico.
Muitos estados, como Nevada e Califórnia, enviaram milhões de cédulas para cada pessoa em seus cadernos eleitorais, quer esses indivíduos tenham solicitado cédula ou não, quer estivessem vivos ou mortos, ele receberam cédulas.
Outros estados, como Minnesota, Michigan e Wisconsin, instituiram a votação universal de ausentes bem no meio de um ano eleitoral, enviando formulários de solicitação de votos de ausentes a todos os eleitores, em todas as listas. Não importavam quem eles eram.
Essa expansão colossal da votação por correspondência abriu as comportas para fraudes massivas.
É um fato amplamente conhecido que as listas de votação estão repletas de pessoas que não são legalmente qualificadas para votar, incluindo aqueles que já faleceram, se mudaram de seu estado e até mesmo os que não são cidadãos de nosso país.
Além disso, os registros estão repletos de erros, endereços errados, entradas duplicadas e muitos outros problemas.
Isso não é contestado. Nunca foi contestado.
Dezenas de condados nos principais estados-pêndulos têm mais eleitores registrados do que cidadãos em idade de votar, incluindo 67 condados em Michigan.
Tudo isso é evidência.
Em Wisconsin, o Conselho Eleitoral do estado não conseguiu confirmar a residência de mais de 100.000 pessoas, mas se recusou repetidamente a remover esses nomes de seus cadernos eleitorais antes da eleição.
Eles sabiam por que, ninguém mais sabia.
Eu sabia por quê. Eles eram eleitores ilegais.”

Um brilhante trabalho do Tradutor de Direita (twitter @TradutordoBR).
Trabalho digno de nota, por esse motivo, resolvi baixar os vídeos, juntá-los e tentar divulgar à minha maneira, dando o crédito a quem de direito.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo: COJAE 0001-12-PF-BR; Psicanalista: CONIPSI CIP: 0001-12-PF-BR; Jornalista: DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 02122020 – Discurso de Donald Trump – (imagens da internet)

Aproveito para deixar claro que os trabalhos que tenho desenvolvido, são de pura e simplesmente divulgação do que acho interessante para conhecimento geral, e não busco ganho algum com isto, senão o de transmitir conhecimento.

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos:
(ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

E siga-nos também através deste link: https://open.lbry.com/@portaldaradio:d/Discurso-de-Donald-Trump:4

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Publicações Recentes

Sérgio Moro e sua biografia

"Um homem cheio de vento..." (José Carlos Bernardi) Olavo de Carvalho disse, referindo-se a Sérgio...

Isto agrada a Deus

"Em Gibeão, apareceu o Senhor a Salomão, de noite, em sonhos. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres...

Suprema Corte acovardada

Sim, uma instituição, que deveria estar tomando conta do fiel cumprimento de nossa Carta Magna,...

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *