Esta casa virou bosta na água

By Portal da Radio

j

November 27, 2021

Deputado Estadual da Bahia Targino Machado Pedreira Filho, fala sem papas na língua o que está na garganta do povo, mas que o povo não pode dizer, porque ao povo não é dado, nem mesmo o direito de pensar.

Devo os parabéns a este deputado que ousou levantar a voz e falar alto e em bom som, tudo o que está atravessado para o eleitor, que infelizmente, continua sendo encaminhado ao abatedouro, com o “direito”, ou seja, entre aspas, porque não passa de dever, de pagar os impostos para alimentar essa corja de vagabundo que ostenta o título de “EXCELÊNCIA”.
Melhor seria que os chamássemos excrescências, porque é o que representam à sociedade brasileira, e nada mais que isso.

E enquanto ele fala, tem um imbecil atrás dele, que brinca com o microfone. E bem se nota o respeito que ele tem pela coisa pública, porque ele só não quebrou o microfone, porque ficava feio na frente da câmera que filmava.
Mas percebe-se o respeito dele ao Targino falando, bem como à casa que ele está representando.

E afora isso, percebemos pela matéria da CONJUR ponto com ponto br, que basta que se desagrade aos donos do poder, e você será cassado, como inúmeros outros o foram, e como inúmeros, jamais foram incomodados.

TSE cassa deputado que usou atendimento médico gratuito para angariar votos – 13/10/2020 – em matéria de Danilo Vital

Dizem eles que o candidato utilizou-se de sua profissão, com a qualificação de médico, com o fim de estabelecer um esquema filantrópico de atendimento capaz de proporcionar visibilidade eleitoral. Dessa forma, eles determinam então, que houve o cometimento de abuso de poder econômico, que termina por ferir a legislação eleitoral.

Utilizaram-se do fato de que o então candidato, atendia aos carentes, após a apresentação do título de eleitor.
E foi assim, com esse entendimento que o TSE, achou por bem cassar o mandato de Targino Machado (DEM-BA), e com essa cassação, definiu que o mesmo ficaria inelegível pelos próximos oito anos.

Pesos e medidas, claramente distintos dos demais, por exemplo, Omar Aziz, Renan Calheiros, Dilma Rousseff, entre inúmeros outros políticos que gozaram de entendimento diferente, em outros casos que poderiam ter gerado as mesmas consequências, se “pau que bate em Chico, também batesse em Francisco!”

Infelizmente, isso não acontece no Brasil que surgiu, após a eleição de Bolsonaro com muita força.

Segundo entendimento dos sinistros do TSE que julgaram Targino: “o uso da filantropia foi desproporcional e gerou desigualdade para com os demais candidatos”.

Lembrando que antes de julgarem Targino, o entendimento do “Tribunal Regional Eleitoral da Bahia já havia considerado, por 4 votos a 3, que prestação de atendimento de saúde gratuitos à população carente não configurava conduta ilícita”.

Porém, depois que Targino falou grosso no plenário da Câmara, inclusive dando nomes aos bois, o entendimento, foi de que, o “esquema filantrópico teria desequilibrado a disputa eleitoral”

Em virtude do atual entendimento do TSE, e TREs locais, que se tomem cuidado, aqueles que porventura, venham apresentando um trabalho com característica filantrópica, porque isso agora, configura: “clara vinculação entre esse trabalho e o enaltecimento de figura pública”.

“Tal conjunto acarreta inegável situação de desequilíbrio entre os concorrentes na medida em que população atendida, diante do estado de carência de vulnerabilidade e da necessidade de que os serviços continuem sendo prestados, sente-se naturalmente compelidas a estabelecer um vínculo de dívida com o agente que oferece tal benesse, circunstância que reflete negativamente na liberdade do voto e por consequência na lisura do processo eleitoral”.

Assim, pelo entendimento dos ilustres, a filantropia cede vez ao assistencialismo com fim eleitoreiro. O roubo, o desvio, isso não tem problema algum, mas jamais ouse, ajudar o próximo, você se torna criminoso. O próprio Fachin, ter tido vinculação partidária, com o PT, e ter trabalhado para angariar votos para a Dilma, não foi impeditivo para que ele assumisse a cadeira no STF, mas Targino, como médico, não podia ter atendido pessoas carentes, porque estaria fazendo isso, apenas pelo mérito eleitoral.

Claro que o elenco de justificativas com palavras bonitas, de Barroso, Alexandre de Moraes, Fachin, etc… não deixaram de ser estampadas.
Porém, o que não se cogita, foi a denúncia que fez Targino, dos vagabundos da Assembleia Legislativa bahiana.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo: COJAE 0001-12-PF-BR; Psicanalista: CONIPSI CIP: 0001-12-PF-BR; Jornalista: DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333
(41) 99109-8374
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 31102021 – Esta casa virou bosta na água – (imagens da internet)

Aproveito para deixar claro que os trabalhos que tenho desenvolvido, são de pura e simplesmente divulgação do que acho interessante para conhecimento geral, e não busco ganho algum com isto, senão o de transmitir conhecimento.

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se a mensagem foi útil, e acha que pode ser útil a mais alguém, divulgue:
(ao replicar, preserve a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

E siga-nos também através deste link: https://www.bitchute.com/video/fSmS9U5gcc4a/

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Publicações Recentes

Sérgio Moro e sua biografia

"Um homem cheio de vento..." (José Carlos Bernardi) Olavo de Carvalho disse, referindo-se a Sérgio...

Isto agrada a Deus

"Em Gibeão, apareceu o Senhor a Salomão, de noite, em sonhos. Disse-lhe Deus: Pede-me o que queres...

Suprema Corte acovardada

Sim, uma instituição, que deveria estar tomando conta do fiel cumprimento de nossa Carta Magna,...

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *