Ministra Maria do Rosário comovida com o policial alvejando o assaltante da moto.

By Ely Silmar Vidal

j

October 16, 2013

Confira no link do vídeo abaixo, quase aos 29 segundos, o bandido apontando a arma para o policial. Ia matar o policial, e que se dane o resto.
*************
A Secretária Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, declarou essa manhã que ficou “comovida” ao assistir vídeo que virou viral na internet, que mostra um policial alvejando um assaltante, logo após este último tentar roubar a moto de um cidadão.

Segundo Maria do Rosário, “O pior não é nem o ato em si, a violência gratuita praticada pelo policial. O que é mais chocante é a reação das pessoas, habituadas à cultura da violência, acabam reproduzindo o discurso elitista, reacionário, neo-liberal e fascista de que bandido bom é bandido morto.”

Ela explica também que “o conceito de ‘bandido’ adotado pelo senso comum é um engodo. Tem que ser levado em consideração o fato de que essas pessoas, que não tiveram oportunidade de estudar, trabalhar e receber salários dignos, adquiri bens, são, na verdade, vítimas da sociedade. Por isso acabam enveredando para esse chamado ‘mundo do crime’”.
Vídeo –>> https://www.facebook.com/photo.php?v=679351572082762&set=vb.100000237776807&type=2&theater

Maria do Rosário informou que já encaminhou ofício ao Youtube para que o vídeo seja retirado do ar e, caso não obtenha resposta, vai mover ação civil contra o site.

“É uma aberração que as pessoas continuem compartilhando esse tipo de conteúdo nas redes sociais” disse a Ministra. “É necessário compreender que quando uma pessoa dessas, vítima do capitalismo selvagem, atira em alguém, fomos nós que lhes demos a arma e a municiamos.”

O “assaltante” sobreviveu aos disparos e passa bem. A Secretaria de Direitos Humanos se prontificou a prestar todo auxílio necessário à sua família.

(Post My)
Faça parte da OCC Alerta Brasil
https://www.facebook.com/organizacaodecombateacorrupcao
Siga-nos no Twitter
https://twitter.com/occ2013

Publicações Recentes

2 Comments

  1. Ely Silmar Vidal

    Chico Buarque faz escola: Maria do Rosário, dos Direitos Humanos, quer tirar do ar um blog de humor
    Chico Buarque, considerado um verdadeiro herói da luta contra a censura — um dos esportes dos militantes de esquerda d’antanho era caçar suas metáforas contra o regime… —, escreveu um texto no Globo explicando por que defende a censura prévia no caso das biografias. O artigo, autocomplacente, se chama “Penso eu”. Não há pensamento nenhum lá. Há apenas o relato de uma experiência pessoal, que ele não considerou agradável. Pessoas envolvidas já o desmentiram. A vida é assim. O episódio teria acontecido durante o Regime Militar. Hoje, o Brasil é uma democracia, e existem meios de se coibirem crimes contra a honra ou corrigir inverdades sem apelar à censura, que era justamente um dos instrumentos que serviam à ditadura, contra a qual Chico produzia metáforas em penca. O artigo é de uma estupidez altiva, muito própria da personagem. Uma experiência pessoal malsucedida — se verdadeira… — é o bastante para justificar, então, uma medida de força, tomada pelo estado.

    A estupidez de Chico Buarque pertence a um tempo. Ele integrou o agitprop do poder que aí está, de que a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), por exemplo, é uma das… iluminuras. Rimas escoiceiam a minha cabeça. Mas me contenho. Rosário ilustra, orna, enfeita como ninguém este tempo. Só para lembrar: esta senhora é aquela que, durante a viagem da presidente Dilma Rousseff a Cuba, negou-se a comentar a questão dos direitos humanos na ilha porque, disse, há o embargo americano. Entendi. Se o embargo existe, então tudo é permitido a Fidel e a Raúl. Melhor pra eles, né?

    Pois bem. Rosário agora tem uma nova questão, leio na Folha Online. Ela quer retirar do ar um blog de humor chamado “Joselito Müller – Jornalismo Destemido”. Por quê? Ah, a exemplo de Chico Buarque, ela se incomodou em ver seu nome citado na página.

    Atenção! Não é preciso ser muito sagaz — e isso quer dizer que aposto, na espécie, na capacidade de entendimento da ministra — para entender que se trata de humor. O que faz o autor do blog, nem sei quem é, é submeter ao ridículo algumas notícias que estão por aí. Ao se tornarem evidentemente falsas, acabam expondo, sim, pela via da ironia, algumas verdades. Mas é evidente que ninguém tomaria a página como uma fonte de informação. Trata-se, em essência, de diversão, ainda que “ridendo, castigat mores”, como aqui já se disse tantas vezes. Vejam estas manchetes da página:

    – Maria do Rosário se comove ao ver vídeo de assaltante sendo baleado
    – Universitário faz operação de mudança de raça e vira índio Guarani
    – Protestos no Rio: OAB quer que polícia utilize cacetes acolchoados para não ferir manifestantes
    – Comércio de “Cigarrinhos de chocolate” e “pedrinhas de crack de chocolate” provoca polêmica
    – Teoria marxista: Homem vende buraco no quintal de casa por 500 mil reais
    – Neguinho da Beija Flor é processado por cometer racismo contra si próprio
    – Na ONU, Dilma expressa preocupação com fuga em massa de americanos para Cuba

    Voltei
    Alguém leva a sério a “fuga de americanos para Cuba”? Acho que não. A brincadeira, no entanto, é verossímil (o que não quer dizer “verdadeira”) numa outra esfera: ironiza a simpatia dos petistas pela ditadura cubana. Alguém acredita que OAB possa defender cassetetes acolchoados para não ferir o lombo de black blocs? Duvido. Mas a ironia é relevante porque expõe a óbvia simpatia que a entidade vem demonstrando pelos brucutus, chamados de “manifestantes”. O mesmo vale para a notícia sobre Maria do Rosário. Ela é “falsa”, como as outras, mas abriga um aporte crítico — crítica que, diga-se, eu mesmo já fiz mais de uma vez: a ministra deveria se manifestar com mais dureza contra bandidos e ser mais solidária com as vítimas. Ela vai tentar me tirar do ar também?

    As esquerdas odeiam a liberdade de expressão. Sempre odiaram. Não importa se é a esquerda que canta, que dança, que sapateia, que chuleia, que caseia ou que prega botão. A questão é histórica. Lênin, o pai de todos, considerava a imprensa livre uma reivindicação burguesa. Ora, pensem bem: se “o” partido detém a verdade e se a verdade e uma só, liberdade pra quê?

    Volta e meia, os blogs sujos, financiados por estatais e gestões petistas, atribuem-me coisas que não penso e que jamais escrevi ou escreveria. Abrem suas respectivas áreas de comentários para as piores baixarias. Em tese ao menos, são “páginas sérias”, que se ocupam de notícias. Se e quando decidir, o caminho que tenho para a reparação é a Justiça. Se ela considerar que houve ofensa à honra, que se faça a reparação. Se achar que não, paciência. É assim que funciona.

    A ministra não foi por aí, não! Seria difícil, creio, exigir reparação de um blog de humor, não é? Então ela preferiu outro caminho: quer mesmo é tirar a página do ar. E a Secretaria de Direitos Humanos (!!!) explica o motivo: “Ao atribuir falsas declarações à ministra, o blog comete um ato criminoso e fere princípios éticos fundamentais”. É o fim da picada!

    Atenção, sites de humor! Cuidado ao fazer piadas com a ministra dos Direitos Humanos. Ela pode ficar zangada. Sugiro aos rapazes e às moças do Porta dos Fundos, por exemplo, que continuem a sacanear Moisés, Jesus Cristo, Maria, o papa (Maomé, não; ninguém precisa ir pelos ares só por tentar ser engraçado…), a “presidenta” e até o diabo (já aconteceu). Só não mexam com Maria do Rosário! Vocês vão ver o que pode o mar vermelho… – (Por Reinaldo Azevedo)

    Reply
  2. Portal da Radio

    Joselitos da política – (Por Jornalismo Wando – qua, 16/10/13

    A internet tem ajudado a revelar o lado humano dos nossos políticos. Antes de contar o caso de hoje, vou lembrar de um momento muito bacana das redes sociais.

    Certa vez o delegado-deputado Protógenes Queiroz (PCdoB) resolveu levar seu pimpolho para curtir um cineminha. Ao chegar no shopping com o Pequeno Juan, de 11 anos, o zeloso pai escolheu o filme TED, que conta a história de um ursinho de pelúcia muito louco, que bebe, fuma drogas, fala palavrão, organiza festas com prostitutas e agride pessoas do bem. O delegado não havia se dado conta de que aquele era um filme para maiores de 16 anos. Assistiu o filme inteiro e ao sair do cinema tuitou: “Fiquei chocado e indignado com esse filme. Ele passa a mensagem de que quem consome drogas, não trabalha e não estuda é feliz” – e mais: “Vi a sinopse e pensei que poderia levar meu filho. Mas logo no início o filme apresenta cenas com drogas, até mesmo com modernos aparatos para o consumo de crack.”

    Final da história: o delegado acionou o Ministério da Justiça para impedir a exibição do filme. Criou a tag no twitter #ForaFilmeTED. O filme continuou no ar. A bilheteria bombou. E o assunto virou um meme não muito legal pra imagem do deputado.

    Mas eis que surge outra querida desprovida de senso de humor e ironia pra nos divertir. Depois de um vídeo que viralizou na internet, em que um PM atira em um bandido numa tentativa de assalto, um jornalista fictício chamado “Joselito Muller”, que cria notícias imaginárias, escreveu em seu blog (uma espécie de Piaui Herald reaça):

    “A Secretária Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, declarou essa manhã que ficou “comovida” ao assistir vídeo que virou viral na internet, que mostra um policial alvejando um assaltante, logo após este último tentar roubar a moto de um cidadão.(…) Maria do Rosário informou que já encaminhou ofício ao Youtube para que o vídeo seja retirado do ar e, caso não obtenha resposta, vai mover ação civil contra o site:

    “É necessário compreender que quando uma pessoa dessas, vítima do capitalismo selvagem, atira em alguém, fomos nós que lhes demos a arma e a municiamos.”

    A Secretaria de Direitos Humanos se prontificou a prestar todo auxílio necessário à sua família”

    Ao final da notícia, o aviso: “Atenção: Este é um blog de zuação! Não leve a sério, embora os textos sejam verossímeis.”

    Vários integrantes da família #SouReaçaMasTôNaModa, que nutrem bons valores como: “bandido bom é bandido morto” e “direitos humanos para humanos direitos”, se revoltaram e espalharam a notícia pela internet como verdadeira.

    E não é que a ministra protogenizou com vontade em sua defesa? Quando todos esperavam um comunicado explicando que tudo não se passava de uma brincadeira de um jornalista fictício e que aquela não era sua opinião, Do Rosário colocou a Secretaria de DH pra emitir uma nota indignada. Até a Polícia Federal foi convocada pra investigar o engraçadinho. Leia alguns trechos:

    A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República informa que a ministra Maria do Rosário solicitou à Polícia Federal criteriosa investigação e responsabilização dos autores da notícia mentirosa publicada no blog http://joselitomuller.wordpress.com/ e amplamente repercutida na internet desde ontem (15). Da mesma forma, estamos solicitando à empresa que hospeda o site que retire o conteúdo difamatório do ar.

    Ao atribuir falsas declarações à ministra, o blog comete um ato criminoso e fere princípios éticos fundamentais. “Sou defensora plena da liberdade de expressão, mas a manipulação é inadmissível” (…) “No caso específico, minha opinião é clara: o policial agiu dentro da lei”, disse a ministra.

    Depois dessa nota, o blog do Joselito – reparem na credibilidade que sua figura transmite – publicou a seguinte notícia :
    “Blogueiro que inventou boato sobre Maria do Rosário é internado em hospício”

    A próxima notícia do jornalista bem que poderia ser: “Maria do Rosário e Delegado Protógenes vão se casar na Disneylandia”

    http://br.noticias.yahoo.com/blogs/jornalismo-wando/joselitos-da-pol%C3%ADtica-222419829.html

    Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *