Monsenhor Viganò denuncia os desmandos pandêmicos

By Portal da Radio

j

October 29, 2021

“As pessoas se perguntam, como é que não fizemos algo.
Não fugimos, não nos escondemos.
Bem, as coisas não aconteceram de uma vez. As coisas aconteciam muito lentamente.
Então, cada vez que uma nova lei era lançada, ou uma nova restrição, dizíamos:
“Bem, apenas mais uma. Vai passar”.
Quando tivemos que usar a estrela amarela para sair começamos a nos preocupar.” (citação de um judeu húngaro no documentário: “Os últimos dias”)

“Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará.” (Ef 5:14)

Carlo Maria Viganò, hoje aos 80 anos, busca despertar o mundo para a realidade, do que os próprios livros sagrados apontam.
Este que ocupa e ocupou altos escalões na Cidade do Vaticano, neste vídeo nos aponta os rumos para onde estamos sendo conduzidos cuidadosa e não cautelosamente, pelos grandes e todo poderosos, Senhores do mundo.

Eu poderia dizer, e assim afirmo, que Viganò é um desses que conduziram o povo a isto que hoje vemos. Não somente ele, como também os demais de seus pares, líderes eclesiásticos, especialmente, da Igreja Católica Apostólica Romana.

Neste alerta, Viganò, a mim me parece, como um atalaia, indica ao mundo, que o caminho mais correto para ao menos tentar, a libertação, do jugo que se avizinha, ainda é o da desobediência civil.
Neste vídeo ele nos mostra que sim, “passo dopo passo” o inimigo toma conta de nossas vidas, de nossos valores, de nossa liberdade, de tudo enfim…

Neste passo a passo, Viganò, nos leva à viagem que um dia conduziu nossos irmãos judeus, aos campos de concentração, e por consequência à morte.
E aqui ele nos conduz à entrelinha do que há entre cada um dos tópicos aos quais Viganò nos orienta que nos rebelemos.
Oposição à tirania global, que teve início a quase dois anos, trazendo em seu bojo o pesadelo no qual foi envolto o mundo inteiro; este é o mote:
– Não à folia pandêmica que vem se estabelecendo “passo dopo passo”;
– Não às máscaras;
– Não aos Lockdowns;
– Não ao toque de recolher;
– Não à vacinação imposta;
– Não aos passaportes sanitários;
E foi neste “passo dopo passo”, que nossa liberdade foi subtraída, a ponto de alguns perceberem que sim, esta é a implantação de um regime que colocará marcas, para assim frear todas as pessoas.
O labirinto é, absurdamente fantástico, uma vez que à medida que nos é apresentado, mais e mais, nos aprofundamos em um caminho sem volta…

Como disse acima, aqui repito, parece mesmo que ele está demonstrando, “passo dopo passo” cada tiro que ceifará a vida de nossos amados, (filhos, irmãos, esposas, maridos, netos…) neste século XXI, e tudo, sob as nossas barbas, com a nossa anuência e sob as bênçãos das lideranças deste século.

A “pandemia”, fica descrita, como apenas mais um dos passos necessários, para deflagrar o estopim e fazer com que o grande reset aconteça; e que todo o povo, diga amém… Pois todos estão induzidos a acreditar que, a única coisa que resta, é que todos obedeçam cegamente às ordens de pessoas que sem qualquer racionalidade, conduzem o povo ao extermínio de massa.

O impedimento de que as pessoas fossem à igreja, de saírem de casa, de trabalhar, de ir à escola; ou a visita a parentes, e amigos, ainda que fosse aos hospitalizados, sempre justificada como regra de preservação, acaba por criar uma casta que seria considerada superior, pois esta casta, é aquela que sentada em um restaurante, pode até estar sem máscara (pelo visto o vírus somente passa acima das cabeças dos que estão sentados), e mesmo daqueles que podem continuar seus trabalhos, enquanto a muitos a condenação ao ostracismo, está clara e evidente.

Vemos jornalistas travestidos de médicos, enquanto isso, os verdadeiros médicos são calados, à custa da destruição de reputação que vem sendo colocada sem o mínimo de respeito seja a quem quer que seja.
E o curioso é que esses mesmos jornalistas (se é, que assim, os podemos chamar) não vêm que não sobrará espaço, nem mesmo para eles, porque no momento que o cerco se fechar, fechar-se-á para eles também, em igualdade de condições. A perseguição será cruel e não haverá mais quem os pare.

As vacinas, não precisamos dizer que travestidas de “SOLUÇÃO”, encontram eco na cabeça de inúmeros que acabam por adotar a mesma, uma vez que não vêm saída do impasse em que foram metidos.
Algumas dessas pessoas, não estão de forma alguma colaborando deliberadamente, estão apenas tentando se safar da mentira em que acreditaram e que agora não encontram meios de assumir a ignorância no assunto em que se meteram.

Sim, a pandemia é uma farsa e Monsenhor Viganò, não faz mais do que, já deveria ter feito a muito tempo, ele, e seus pares da alta cúpula do reinado PETRINO.
E diga-se de passagem, que se isso não surtir efeito, teremos uma repetição de dramas, já vividos no holocausto, na inquisição, no holodomor, etc…

Enfim, às portas do Grande Reset, uma boca se abre, porque muito certo como Deus está nos céus, Ele está abrindo os olhos aos cegos e os ouvidos aos surdos, para que enxergando vejam, e ouvindo ouçam, o que ajudaram a criar.

A farsa toda foi meticulosamente montada: o vírus, as medidas restritivas, (máscaras; álcool em gel; fecha tudo a economia vemos depois; necessidade de se esperar piorar para a busca de tratamento) e finalmente as VACINAS que para nada servem, senão para dizer que você está dentro de um controle, desconhecido à população, porém, conhecido daqueles a quem interessa essa medida. (Lógico que não se ignora, o fato de que hoje, até mesmo a IVERMECTINA, tão combatida, já está sendo analisada para que seja tomada após a vacina (dizem que essa ivermectina ajuda na atuação da vacina).
E finalmente coroando as medidas restritivas, temos a imposição (não sem que nos lembremos de que perdemos nosso direito de ir e vir, nossa liberdade de expressão, nosso direito à inviolabilidade…) do Passaporte Vacinal (não importa o nome que dêm a isso)…

Quem tem ouvidos para ouvir, ouça o que o Espírito diz à igreja, e quem tem olhos para ver, veja o que dizem os sinais à sua volta…

“Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos;
e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.
Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.
Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, e o tempo da minha partida é chegado.
Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” (2 Tm 4:3-7)

Dessa forma, não te resta nem mais um minuto sequer, a desobediência civil é, neste momento um ato que podemos dizer, ao menos estará mais adequado a um cristão do que morrer tão somente. Ao menos, morrerá guerreando o bom combate, quando enfim, poderá dizer em alto e bom som.

“Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.” (2 Tm 4:8)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo: COJAE 0001-12-PF-BR; Psicanalista: CONIPSI CIP: 0001-12-PF-BR; Jornalista: DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333
(41) 99109-8374
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 23102021 – Monsenhor Viganò denuncia os desmandos pandêmicos – (imagens da internet)

Aproveito para deixar claro que os trabalhos que tenho desenvolvido, são de pura e simplesmente divulgação do que acho interessante para conhecimento geral, e não busco ganho algum com isto, senão o de transmitir conhecimento.

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se a mensagem foi útil, e acha que pode ser útil a mais alguém, divulgue:
(ao replicar, preserve a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

E siga-nos também através deste link: https://odysee.com/@portaldaradio:d/Monsenhor-Vigan%C3%B2-denuncia-os-desmandos-pand%C3%AAmicos:8

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Publicações Recentes

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *