Quem somos e para onde vamos?

By Portal da Radio

j

June 28, 2020

Quer queiramos quer não, todos nos encontramos na condição de pecadores.

“Que se conclui? Temos nós qualquer vantagem? Não, de forma nenhuma; pois já temos demonstrado que todos, tanto judeus como gregos, estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há justo, nem um sequer,
não há quem entenda, não há quem busque a Deus;
todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.
A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura;
são os seus pés velozes para derramar sangue,
nos seus caminhos, há destruição e miséria;
desconheceram o caminho da paz.
Não há temor de Deus diante de seus olhos.” (Rm 3:9-18)

“pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,” (Rm 3:23)

Infelizmente todos lutamos para enfim nos colocarmos em contraponto ao Senhor. Parece mesmo que o objetivo é andar sempre lado a lado com o que não presta.

“Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto.” (Rm 7:15)

Até mesmo, sempre estamos buscando fazer o contrário do que nos determina a Palavra. Primeiro, tentamos fugir de todas as maneiras de ajudar a nossos irmãos; quando porém, já não temos mais como fugir, então até fazemos, uma parte do que nos é determinado. Ou seja, ajudamos, mas propagandeamos o que fazemos, ignorando que o que a mão direita faz, a esquerda nem mesmo poderia tomar conhecimento.

Nossa boca é sepulcro aberto, e nossa língua, sempre busca falar do que é enganoso.
Quase não conseguimos escapar das armadilhas que nós mesmos permitimos que sejam armadas para nossas próprias vidas.
Vemos o buraco, a casca de banana, mas parece mesmo, que fazemos questão de cair.

“De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim.” (Tg 3:10)

Assim é que nos desculpamos a nós mesmos, porque nossos erros, nunca, ou quase nunca, são os mesmos de nossos irmãos.
Tudo o que eu faço, de forma hipócrita avalio, e isso enquadro como sendo a régua através da qual te vou medir. O que faço, isso é que está correto, o que o outro faz, isso não está certo. Todos os meus atos estão corretos, porque não consigo avalio de forma imparcial os meus próprios passos.

“Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.” (Mt 7:5)

Façamos então, o que nos determina a Palavra, porque sabemos que:

“Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta:
O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso? Não foi, porventura, a minha mão que fez todas estas coisas?” (At 7:48-50)

“Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.” (Gl 1:10)

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista DRT-0009597/PR e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (OI)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 22052020 – Quem somos e para onde vamos? – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

@elyvidal @radiocrista @pastorelyvidal @conipsip @CiepClube
#FalaPortaldaRadio #conipsi #cojae #dojae

Publicações Recentes

Depois de tudo

"Deixai-os; são cegos, guias de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, cairão ambos no...

Luta ideológica

Essa cantilena a que estão querendo fazer o povo brasileiro crer, de que existe uma luta de...

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *