Resultados de um País em frangalhos

Posted by in Notícias

“Um homem é o produto de seus pensamentos. O que ele pensa, ele se torna.” (Mahatma Gandhi)

Etchegoyen, Braga Netto, Villas Boas, Almirante Ademir, o General Luna, a ruptura faz com que olhemos a esses homens como traidores da pátria. Braga Neto chegou a bravatear que arrombaria caminhões, mas que ninguém ousa dizer a ele, que ele só é homem para homens desarmados, porque contra os poderosos de plantão, eles não fazem absolutamente nada.

Renner Diehl, 48 anos, caminhoneiro, trabalhador, honesto, pai de família. Seu mal maior, não aceitar o escravagismo que está imposto ao povo brasileiro, por essa politicalha porca e desmedida.
Agora, depois das amarguras de uma vida sofrida, um único bem de R$ 100 mil reais, seu caminhão, e descontente, por viver dando murro em ponta de faca; comete suicídio, logo após tomar conhecimento de que foi multado em R$ 400 mil por bloqueio durante o movimento, do qual participou a dias atrás.

Caminhoneiros, brasileiros, homens de bem, trabalhadores, hoje o dia é de LUTO, esse homem, um gaúcho, esperava para descarregar seu caminhão. Recebeu um telefonema, foi para trás do BRUTO, amarrou uma corda na carroceria e cometeu um dos atos (que considero) dos mais atrozes, porque o cometeu contra si mesmo. Tanto que animal nenhum comete tal atrocidade.
Ele fora informado no telefonema que sua empresa a Diehl transportes, fazia parte agora de uma lista, onde constava como devedora de 400 mil reais, dívida essa oriunda de uma multa por supostos bloqueios de rodovias.

Como dizem os generais, em uníssono às palavras de Villas Boas, as Instituições estão funcionando harmônicamente (um homem ter sido morto com uma bala de borracha na garganta, e mais este agora que tira sua vida em sinal de total desgosto às políticas públicas, mostra que os senhores generais “estão certos”, o que está errado é apenas o ponto de vista ético e moral.
Lembro que o acampamento “Lula Livre” continua com suas arruaças, as várias manifestações no Brasil inteiro, com bloqueios por conta de atos promovidos pela CUT, MST, etc…

Mas, como se tratava de um movimento pacifico e que poderia de fato, por sua força, capaz de parar a escala produtiva social, desencadear na tão temida por todos, inclusive pelas Forças Armadas, a INTERVENÇÃO MILITAR, então o abominável governo, outrora travestido de “governo para os pobres”, ou que “pensa nos pobres”, agora sob o comando de Temer, declara uma multa de R$ 400 mil a quem estivesse bloqueando as estradas.

E um dos canalhas, acocados pela alta cúpula do poder brasileiro, o Alexandre de Moraes, ministro do STF Supremo Tribunal Federal, determinou 15 dias para que Diehl, entre outros pagassem suas multas.

Antes da execução do ato, o trabalhador brasileiro e caminhoneiro, escreveu uma carta a seus familiares. Em um trecho ele pede que o desculpem, alegando que tomou essa atitude, por não ver qualquer outra saída, uma vez que seu caminhão, não vale nem mesmo cem mil reais.

Como bem lembrado por sua filha, e eu reitero, o suicídio de Renner Diehl, deve cair no esquecimento, afinal de contas, ele não é: “Amigo do Gilmar Mendes, nem vagabundo, ele é um pobre brasileiro, que sequer era jogador de futebol, ou mesmo um mamador da “Lei Rouanet”, e nem mesmo um dos canalhas políticos deste País. Ele foi apenas mais um trabalhador entre milhões, que lutava por um Brasil melhor.

Por nove longos dias, Diehl e seus amigos, lutaram por um Brasil melhor, firmes, à beira da estrada, passando fome, sede, frio, e mesmo temendo por suas vidas e pela vida dos seus familiares distantes.

Mas, a história continua, e a união continua com sua ação, no sentido de forçar a família, que, além dos custos com o funeral, pague também a multa.

Povo Brasileiro, teu destino é o cadafalso, pois, com homens da qualidade, desses que transitam pelos altos e reluzentes salões, creiam, não lhes sobra muito, senão abdicar, do próprio direito de lutar e de existir, menos ainda, em um País digno. Dignidade, ética e moralidade, é uma pérola desconhecida pelos líderes desta pocilga.

(ap. Ely Silmar Vidal – Teólogo, Psicanalista, Jornalista e presidente do CIEP – Clube de Imprensa Estado do Paraná)

Contato:
(41) 98514-8333 (Oi)
(41) 99820-9599 (Tim)
(41) 99109-8374 (Vivo)
(41) 99821-2381 (WhatsApp)

Mensagem 100618 – Resultados de um País em frangalhos – (imagens da internet)

Que o Espírito Santo do Senhor nos oriente a todos para que possamos iluminar um pouquinho mais o caminho de nossos irmãos, por isso contamos contigo.

Se esta mensagem te foi útil, e achas que poderá ser útil a mais alguém, ajude-nos: (ficaremos muito gratos que, ao replicar o e-mail, seja preservada a fonte)

leia este texto completo e outros em:

http://www.portaldaradio.com

#COJAE